Notícia

Deitar tarde aumenta o risco de asma e alergias


Como o sono afeta alergias e asma

Quando os adolescentes ficam acordados até tarde da noite e acordam mais tarde, há maior chance de desenvolver asma e alergias do que os adolescentes que vão dormir mais cedo e acordam mais cedo.

O estudo, liderado pela Universidade de Alberta, no Canadá, constatou que os adolescentes que vão dormir mais tarde e acordam mais tarde pela manhã correm maior risco de asma e alergias. Os resultados foram publicados na revista em inglês "ERJ Open Research".

Mais de 1.600 adolescentes foram examinados

1.684 jovens da Índia com 13 ou 14 anos participaram do estudo. Todos os participantes foram questionados se tinham sibilos, asma ou sintomas de rinite alérgica, como coriza e espirros. Além disso, foram feitas várias perguntas, como quando se sentem cansadas à noite, quando acordam de manhã e quão cansadas estão de manhã.

Como o sono afeta o risco de asma em adolescentes?

Embora já se saiba que os sintomas da asma estão intimamente relacionados ao relógio interno do corpo, o presente estudo é o primeiro a investigar como as preferências individuais do sono afetam o risco de asma em adolescentes. Os resultados mostram a importância do tempo de sono para os adolescentes e mais pesquisas devem ser seguidas para descobrir como o sono afeta a saúde respiratória dos adolescentes.

Aumento mundial de asma em adolescentes

Asma e doenças alérgicas são comuns em crianças e adolescentes em todo o mundo e a prevalência continua a aumentar. Algumas razões para esse aumento já foram identificadas, como poluição e tabagismo. Sabe-se que o sono e o hormônio do sono melatonina afetam a asma; portanto, os pesquisadores investigaram se os jovens que ficavam acordados até tarde e acordavam tarde exibiam um risco aumentado de asma.

Riscos associados ao horário de dormir tarde

O grupo de pesquisa descobriu que a probabilidade de asma era cerca de três vezes maior em adolescentes que dormiam tarde do que em adolescentes que dormiam cedo. Também foi observado que o risco de doença da rinite alérgica era duas vezes maior em adolescentes que dormiam tarde do que em adolescentes que dormiam cedo. O sono saudável é importante para a saúde física e mental; portanto, nem todas as pessoas devem prestar atenção aos hábitos de sono adequados.

A melatonina parece afetar uma reação alérgica

Os resultados encontrados sugerem que existe uma relação entre horário de sono preferido e asma e alergias em adolescentes. Não é comprovadamente que o sono tardio causa asma, mas verificou-se que o hormônio do sono melatonina costuma estar fora de sincronia em adolescentes que vão dormir tarde, o que por sua vez pode afetar as reações alérgicas dos adolescentes.

Crianças e adolescentes ficam acordados por mais tempo e são cada vez mais expostos à luz de telefones celulares, tablets e outros dispositivos. É possível que restringir o uso dos dispositivos acima à noite possa ajudar a reduzir o risco de asma e alergias, fazendo os adolescentes irem para a cama um pouco mais cedo, em vez de examinar os dispositivos técnicos. Isso deve ser examinado com mais detalhes no futuro. Uma segunda fase do estudo está planejada entre 2028 e 2029. (Como)

Informações do autor e da fonte

Este texto corresponde aos requisitos da literatura médica, diretrizes médicas e estudos atuais e foi verificado por médicos.

Inchar:

  • Soumya Bhattacharjee, Prasun Haldar, Santi Gopal Maity, Smriti Debnath, Saibal Moitra et al.: Prevalência e fatores de risco do estudo Asma e doenças relacionadas à alergia entre adolescentes (DESEMPENHO): justificativa e métodos, no ERJ Open Research (publicado em 27.06.2018 ), ERJ Open Research



Vídeo: Tosse noturna e o aumento das alergias (Janeiro 2022).