Notícia

Combater bactérias resistentes com cranberries e antibióticos

Combater bactérias resistentes com cranberries e antibióticos


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Descoberta interação entre cranberries e bactérias

O cranberry frutado é mais conhecido sob o nome inglês cranberry. Os parentes de mirtilo e amora contêm muitas vitaminas e minerais. Diz-se que a baga tem um efeito curativo nas infecções do trato urinário. No entanto, as evidências científicas até agora têm faltado. Agora, uma equipe de pesquisa canadense realmente demonstrou uma interação entre extrato de cranberry e bactérias.

Pesquisadores canadenses da Universidade McGill, em Montreal, queriam descobrir em um estudo se os ingredientes do cranberry realmente funcionam contra bactérias. Eles colocaram bactérias em contato com o extrato de cranberry no laboratório e documentaram as reações. Os resultados foram surpreendentes: as bagas afinaram as paredes celulares dos patógenos, tornando-os mais suscetíveis a antibióticos. O estudo foi apresentado recentemente na revista "Advanced Science".

Arandos postos à prova

A disseminação global da resistência aos antibióticos atrasou a humanidade por décadas na luta contra infecções bacterianas. O uso excessivo de antibióticos na medicina e na criação de gado levou a doenças infecciosas, que costumavam ser fáceis de tratar, agora mais frequentemente terminam fatalmente. Na busca por novos ingredientes ativos, uma equipe de pesquisa canadense recorreu ao efeito antibacteriano do cranberry, conhecido na naturopatia, para testar cientificamente se o referido efeito pode ser comprovado.

Cranberries estão cheios de ingredientes saudáveis

Cranberries são extremamente populares na América do Norte por seu sabor azedo e ingredientes saudáveis. Eles são ricos em vitamina C, provitamina A, vitamina B6, vitamina K, ferro, cálcio, potássio, magnésio, sódio e ácido fólico. Eles também contêm fitoquímicos, como polifenóis e antocianinas. Na Alemanha, a fruta é mais exótica, mas está se tornando cada vez mais popular e está disponível em todos os principais supermercados. Além dos ingredientes saudáveis, o cranberry frutado possui um efeito completamente diferente. Afeta as bactérias, como mostrou o grupo de pesquisa canadense da Universidade McGill.

Antibióticos tornam os patógenos bacterianos resistentes

Os pesquisadores queriam descobrir mais sobre as propriedades moleculares da baga tratando diferentes cepas de bactérias com extrato de cranberry. As bactérias selecionadas (Proteus mirabilis, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli) são patógenos comuns de infecções do trato urinário, pneumonia e gastroenterite. Os germes também são conhecidos por frequentemente desenvolver resistência quando entram em contato com antibióticos. "Se tratarmos bactérias com antibióticos em laboratório, elas se tornam resistentes com o tempo", diz a autora Nathalie Tufenkji, em um comunicado à imprensa sobre os resultados do estudo.

O triplo efeito antibacteriano da amora

As análises laboratoriais mostraram que o cranberry agia sobre as bactérias de três maneiras. Primeiro, o extrato tornou a parede celular bacteriana mais permeável ao antibiótico. Por outro lado, a substância do cranberry interferia no mecanismo das bactérias com as quais os patógenos tentam se livrar de substâncias nocivas. Além disso, o ingrediente ativo da amora impedia o desenvolvimento de resistência. "Quando tratamos as bactérias com um antibiótico e o extrato de cranberry ao mesmo tempo, nenhuma resistência se desenvolveu", enfatiza Tufenkji. Os pesquisadores ficaram muito surpresos com esses resultados.

Uma visão geral dos resultados da pesquisa

Depois que um extrato de cranberry atuou sobre as bactérias examinadas, o antibiótico conseguiu penetrá-las mais facilmente, ao mesmo tempo em que as bactérias tiveram maior dificuldade em se livrar delas e não conseguiram desenvolver resistência. Antibióticos foram mais eficazes, mesmo em doses baixas. "Vemos isso como uma oportunidade importante", enfatiza o chefe de pesquisa.

De onde vem o efeito?

"A interação é criada por moléculas chamadas proantocianidinas", explica o professor Éric Déziel, co-autor do estudo. "Existem diferentes tipos de proantocianidinas e eles trabalham juntos para alcançar esse efeito sobre as bactérias." Em outro estudo, a equipe agora quer descobrir a composição ideal das proantocianidinas, o que permite sinergia máxima com antibióticos.

Naturopatia e pesquisa moderna andam de mãos dadas

Este é o segundo estudo em pouco tempo que examina os efeitos antibacterianos conhecidos da naturopatia. Recentemente, uma equipe de pesquisa americana analisou atentamente as substâncias de medicamentos naturais que foram usadas na guerra civil devido à falta de medicamentos para tratar infecções de feridas. Para obter mais informações, leia o artigo: Medicina tradicional de plantas redescoberta como uma droga antibacteriana. (vB)

Informação do autor e fonte


Vídeo: Curso Basico de Antibioticos - BETALACTAMICOS (Pode 2022).